Cinema – Valentín

Valentín, com Rodrigo Noya.

Um dos meus preferidos. Poesia e suavidade como solução para dramas profundos.

A maior parte das pessoas que conheço gostou e recomenda.

Alguns atores parecem ter vindo aqui pra fazer um único e grande filme. O garoto Rodrigo Noya pode ter sido mais um desses, infelizmente. Outro, de que me lembro, foi aquele ator que fez Francisco em “Irmão Sol, Irmã Lua”.

Mas basta. Fizeram um. E marcaram. São parte da história.

Informações e bom comentário sobre o filme. Sobre o ator:

Fredburlenocinema

cinenacional.com – El sitio de cine argentino más completo del mundo.

Rodrigo Noya – confira, especialmente, o comercial das Aerolineas…
e r

Anúncios
Esse post foi publicado em Cinema e vida. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Cinema – Valentín

  1. Junnior disse:

    Adoro quando alguém recomenda um bom filme. Me dá a sensação que terei garantidas duas horas felizes de vida.
    Beijos.

    • Alex Martini disse:

      Ah, Valentín eu recomendo mesmo. E sempre que encontro compro um dvd pra dar de presente.

      É um dos meus preferidos. Espero que goste.

      Não é nada pretencioso. Nisso, talvez, uma de suas grandezas.

  2. FOXX disse:

    não conheço, vou precisar ver…

    sobre seu comentário no meu blog…
    para a História, os seres humanos não tem capacidades e sentimentos que “acompanham a espécie humana na Terra desde sempre”. Isso simplesmente não existe. Tudo, absolutamente tudo, foi elaborado em algum momento, claro que foi um problema do meu texto explicar que a criação do amor foi obra de um único homem, ele só o registra a primeira vez, mas sim o Amor, como nós o conhecemos hoje, ele foi criado naquele momento, como ser homossexual tb foi criado naquele momento.

    • Alex Martini disse:

      Obrigado pela atenção do esclarecimento.

      Em todo caso, temo que eu não tenha me expressado adequadamente e estejamos falando de algo distinto.

      Uma coisa é como ela é vista e tratada através dos tempos. Outra, a coisa em si. Acho que é uma divergência filosófica. Se entendi bem, você entende que tudo é criação ou consequência de criações do homem. Você pode ter razão, ou não, sei lá.

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s