Finados, dia dos vivos…

Hoje em dia, não vejo mais muito sentido em se comemorar, ou rememorar, o dia dos finados. Mas respeito o dia e o sentimento de todos. Eu próprio, como esclareço ao final, sempre gostei da data. Desta e de todas as oportunidades que tinha para ir ao cemitério.
E porque passei a não dar tanta importância ao dia dos finados? Antes de mais nada, porque para mim todos os dias passaram a ser dia de finados. Não passa um dia em que eu não me lembre de um daqueles que me foram importantes, caros. E, também, porque, 1) se eles continuam em outro lugar, outro plano, não são finados, mas vivos, como eu, como você! 2) Se tudo se acabar com suas cinzas, terão ficado apenas em nossos corações, nossas lembranças, enquanto nós ainda existirmos. Eu acredito na primeira hipótese, mas reconheço que é uma crença de que necessito para viver.

Mas, vá lá, é uma data, como Natal e tantas outras, e não dá pra fugir do coletivo. Lembrei da data hoje, ao ver um senhor pagando vasos e vasos de crisântemos e margaridas … Aí, meio guiado por mãos invisíveis, vim buscar alguma coisa que me levasse novamente a ouvir as Matinas do José Maurício. Música destinada aos finados, mas para mim sempre um celebração do espírito vivo, de quem está vivo, bem vivo. Já ouvi muito, e nunca associei a música aos… finados.

Mas, ok, vamos respeitá-los. Longe de mim esquecer os que amei, amo, e já se foram. Eu também tenho cá os meus finados. E não são poucos. Amigos, parentes, colegas, amores, paixões que nunca nem mesmo me souberam… Lembro deles, de cada um, de cada uma, com muita saudade, com vontade de que o tempo pudesse voltar e eu novamente estar com muitos deles, para que pudesse, essencialmente, ser diferente com eles, diferente do que fui, melhor e mais agradável do que consegui ser então. Que eu pudesse compreendê-los melhor do que compreendi enquanto estavam cá comigo. Que eu pudesse aceitá-los mais em suas dificuldades, reconhecê-los melhor em suas grandezas, todas elas, agora, apenas cinzas na minha memória…

Entristece? Sim. Mas também alegra. Por saber que, apesar de tudo, eu ainda os amo! Amarei sempre! Porque, finados ou não, eles fazem parte de mim. Pelo menos enquanto eu próprio não for, também, mais um… finado!

Bom feriado a todos nós, vivos e finados!

P.S. Em homenagem ao primeiro e ilustre comentárista, voltei pra registrar. Eu sempre gostei, gosto e vou a cemitérios. É um dos poucos lugares onde, geralmente, ainda de pode ter algum sossego pra pensar na vida, minha e de todos os que comigo viveram, refletir. Desde criança, sempre gostei.

Anúncios
Esse post foi publicado em Música, Proseando, Vida real. Bookmark o link permanente.

18 respostas para Finados, dia dos vivos…

  1. Uma percepção racional e emocionalmente verdadeiras …conduzo este dia em minha vida da mesma forma e com esta mesma percepção … No entanto aprecio o ritual de ir ao cemitério e, por lá, deixar o meu ramo de flor como minha saudade e lembrança dos mais queridos e, por mais incrível q possa parecer, vou ouvindo no carro Matinas do Pe. José Maurício, intercaladas com Matinas de Lobo de Mesquita …

  2. em tempo: Pe. José Maria Xavier!!!

  3. Bruno disse:

    Eu particularmente nunca gostei de ir em cemitérios…rs…mas considerando outro lado é um lugar até certa forma bonito, contém histórias, interessante! Quanto à data, tudo tem seu lado sentimental quanto comercial, assim como dia dos namorados, natal e, afinal, todo dia é dia de algo! E por que não podemos comemorar tudo o que nos cerca todos os dias, independente de se ter um dia próprio para tal não? Saudade é um sentimento que dói sim, é ao mesmo tempo suave mas de uma certa forma nos arranca de dentro tudo aquilo que poderíamos ou podemos fazer hoje para que se torne menos angustiante depois, em especial, aos nossos que já se foram! Um beijo.

  4. Luís Guerreiro disse:

    Também não vejo muito sentido. Se há um segundo plano é lá que os nossos entes queridos estão, não no cemitério. Se nada mais existe, estão os finados nas nossas recordações. Se os queremos lembrar, relembrar ou simplesmente não esquecer, é no som do silêncio que os devemos procurar. É assim que penso, talvez esteja errado! De qualquer modo um bom dia aos vivos que “visitam” os finados.

  5. ptolomeu1965 disse:

    Lembro que gostava muito de ir a cemitérios. Aliás, ser criado no Velho Mundo é praticamente andar sobre cemitérios…..
    Existe sempre um ambiente de silêncio propício para pensar e sentir a própria vida!
    bjs

  6. Ro Fers disse:

    Bacana seu ponto de vista.
    Este dia é a treva para aqueles que perderam seus entes queridos, que de certa forma é uma oportunidade de homenageá-los.

  7. fred disse:

    Se grana eu tivesse fazia todo mundo virar diamante e usava pai, avó, tios pendurados pelo corpo… hehehe! Cemitério – definitivamente – não faz minha cabeça! Bjs!

  8. Foxx disse:

    Eu tenho dois amigos tb, mas tb nao penso neles como finados, apenas tenho saudde deles como tenho dos amigos que foram morar longe.

  9. fred disse:

    YES! Cueca arrancada! E com os dentes – de preferência, nzé? Hahahaha! Bjs!

  10. fred disse:

    A bunda 4 – de 4 – #superfazminhacabeça… hahahahaha! Bjs e bom fds!

  11. fred disse:

    Tens toda razão… vontades reprimidas são um problema… por isso não reprimo nada… hehehe! Bjs e bom feriado!

  12. fred disse:

    Bom finde, gatôncio!!! Bjos! E motoROLA foi ÉPICO!!! Best sacada ever! Tinha que ser coisa tua, nzé? #Rialto!!! Hahahahaha!

  13. fred disse:

    “Gregg. Para cabras & cobras.”… mas tá me saindo um publicitário dos melhores esse rapaz… hehehe! Bjs!

  14. fred disse:

    Tô contigo: a “prochaska” é da menina então ela leiloa pra quem quiser, nzé? Mas não deixa de ser “pitoresco”, nzé? Hahahahahaha! Outra hora te explico como funciona essa lógica/relevância de ser “o primeiro”… 😉 Bjs!

  15. fred disse:

    Lavar com língua é MARA!!! Bjos e ótimo fds!

  16. fred disse:

    Mega-mara-finde pra ti!!!!!!!!!!!!

  17. fred disse:

    Mr. Trackpants é dygno!!! Hehehehe! Bjs!

  18. quando vamos atualizar este espaço aqui eim? hummmmmmmmmmm …

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s